Conta bancária e o uso do crédito

Cuidado com armadilhas

Cada vez mais, as ofertas para os jovens, nos bancos, tem sido tentadoras. Contas universitárias, cheque especial, cartão de crédito e mais uma infinidade de produtos enchem os olhos.

No entanto, é preciso ter cuidado quando o assunto é uso do crédito – via cheque especial, cartões de créditos, financiamentos em lojas, empréstimos bancários – pois as ofertas no mercado são muitas, e o risco de endividamento é grande.
Lembre a ele também que, ao fazer o parcelamento de compras, não adianta apenas verificar o valor da prestação. É preciso estar atento aos juros e ao valor final daquele produto. Outro detalhe importante é que, se ele acumula outras prestações e ainda tem despesas fixas – como transporte, faculdade, lazer – isso pode trazer problemas e provocar descontrole no orçamento, causando o endividamento.
Compra parcelada
Administrando dinheiroAmpliarAmpliar
Não adianta apenas verificar o valor da prestação. É preciso estar atento aos juros e ao valor final daquele produto. Muitas vezes, é melhor fazer um parcelamento menor e evitar o pagamento de juros.
Modalidades de crédito e os cuidados necessários:

Antes de tudo, é importante saber que o crédito é um dos serviços que os bancos oferecem, de várias formas. Ele não pode ser considerado renda extra – é um recurso que terá de ser pago às instituições, portanto, o crédito é uma dívida. Ele tem um custo, a taxa de juros, que é alta. A utilização desse recurso pode ser vantajosa no momento em que você precisa adquirir algum produto e o seu orçamento não permite. Assim, você pode parcelar a compra. Converse com seu filho e o ajude a ver se a utilização do crédito para aquela compra é realmente necessária.
Veja algumas modalidades:
cartao-de-credito1

Cartão de crédito – as taxas de juros são muito altas. Se seu filho não efetuar o pagamento total da fatura e entrar no crédito rotativo do cartão, a dívida aumentará enormemente. É bom também evitar ter vários cartões de crédito.
Cheque-especial1

Cheque-especial – é um crédito acrescido à sua conta bancária, e o uso é automático. Tem altas taxas de juros. Nunca considere o cheque-especial como renda extra. Esteja atento ao descritivo no extrato, separando seu saldo real do crédito disponível.
credito-compra1

Cartões de lojas – são cartões próprios oferecidos pelas lojas de departamentos para as compras a prazo. A taxa de juros e o prazo de parcelamento das compras variam de instituição para instituição. É importante prestar atenção ao número de prestações e às taxas de juros cobradas, além de pesquisar o preço daquele produto em outras lojas.
banco1

Empréstimos bancários – os tipos de financiamento e as taxas de juros variam de instituição para instituição. Oriente seu filho a pesquisar bastante antes de se decidir. Os bancos públicos (como Caixa e Banco do Brasil) costumam ter as melhores taxas.
Para saber mais, visite “Crédito a seu favor”
Estourei minhas contas

Parcelar as compras é uma das grandes vantagens do cartão de crédito e dos cartões de lojas. Mas essa vantagem certamente vai desaparecer se houver descontrole por parte do usuário. Converse com seu filho e mostre a ele que, se há muitos parcelamentos em conjunto, isso gera uma parcela final muito alta, que vai levá-lo a recorrer ao parcelamento da fatura, o que não é um bom negócio.
Assim, tente ajudá-lo da melhor maneira, mostrando que, se os gastos são maiores que a receita, o problema é certo. Você pode ajudá-lo, mas não deve assumir um problema que não é seu. Se ele tem autonomia para gastar, precisa ter autonomia para resolver os próprios problemas.
Ajude-o a encontrar uma solução

Veja aqui as dicas

Estourei minha contaAmpliarAmpliar
Tente levar esse momento de problema financeiro como oportunidade de crescimento para adotar novas posturas na vida.

Posts Relacionados

Deixe um comentárioSeu endereço de e-mail não será publicado.